O segredo para Feedbacks construtivos

Escrito por: Equipe de Pesquisa e Desenvolvimento Moodar

Desvende as chaves para uma comunicação positiva e que contribui para o desenvolvimento profissional

Será que você sabe se comunicar?

Oferecer orientação construtiva pode ser uma tarefa delicada, especialmente quando envolve situações embaraçosas e sensíveis. No entanto, é uma habilidade essencial para o desenvolvimento pessoal e profissional. Imagine-se na seguinte situação: você percebe que um colega de trabalho, sem perceber, está com a roupa suja ou algo preso nela. A primeira reação natural é sentir uma pontinha de constrangimento ou até mesmo uma hesitação em abordar o assunto.

No entanto, a forma como você escolhe fornecer esse feedback pode fazer toda a diferença nessa troca: Você pode escolher ignorar o problema, comunicar de maneira rude e debochada, tornar a situação uma grande piada na empresa… e, claro, dar um feedback rápido e construtivo para que a pessoa possa contornar esse problema. Apesar de ser um exemplo simplista, essa situação demonstra o quando feedbacks construtivos permitem que você lide com uma situação, que muitas vezes parece complicada, de maneira benéfica tanto para a pessoa quanto para o relacionamento entre vocês. Ao aprendermos a lidar com essas situações com empatia e clareza, não apenas ajudamos os outros a crescerem, mas também criamos um ambiente propício para o nosso próprio desenvolvimento. 

Quando pensamos em contextos e exemplos mais robustos do ambiente de trabalho, é natural sentir uma pontada de desconforto e até mesmo resistência ao abordar assuntos sensíveis. No entanto, compreender o verdadeiro propósito de como dar feedback construtivo é como desvendar uma habilidade valiosa. Assim como aprendemos a superar a vergonha inicial de mencionar algo delicado, ao praticarmos essa arte de comunicação clara e empática, abrimos as portas para um crescimento substancial. Tornamo-nos catalisadores de mudanças positivas, não apenas para os outros, mas também para nós mesmos, criando um ambiente onde a evolução pessoal e profissional é incentivada. O segredo reside na superação inicial da hesitação, dando lugar a uma troca aberta que fortalece laços e promove um terreno fértil para o desenvolvimento mútuo.

Vamos explorar os segredos por trás dessa habilidade de comunicação e como você pode aprender a dar feedbacks construtivos que promovem o crescimento mútuo e fortalecem as relações interpessoais.

Existem muitos tipos de feedbacks…

Aprender a oferecer feedback é uma habilidade valiosa que nós já sabemos, no entanto, é crucial reconhecer que existem diferentes tipos de feedback, cada um desempenhando um papel específico na comunicação eficaz:

  1. Feedback Corretivo: Foca em áreas de melhoria que precisam ser ajustadas
  2. Feedback Descritivo: Fornece informações concretas sobre o desempenho de uma pessoa
  3. Feedback de Reconhecimento: Celebra conquistas e fortalece a autoestima e a conexão emocional
  4. Feedback 360 Graus: Coleta de avaliações de diversas fontes, incluindo superiores, colegas e subordinados

Imagem com tela branca e quadros azul rosa e roxo falando sobre feedback

Entretanto, dentre os diversos tipos de feedback, o construtivo destaca-se como o mais indicado, especialmente no contexto profissional. Sua abordagem centrada no desenvolvimento oferece benefícios substanciais tanto para o indivíduo quanto para a equipe. Em vez de simplesmente apontar falhas, o feedback construtivo fornece uma análise aprofundada, identificando não apenas os desafios, mas também apresentando soluções e sugestões claras para melhorias. Essa abordagem orientada para o crescimento cria um ambiente onde os profissionais se sentem motivados a aprimorar suas habilidades, impulsionando a inovação e promovendo uma cultura de aprendizado contínuo. Além disso, o feedback construtivo contribui para a construção de relacionamentos mais sólidos, baseados na confiança e no apoio mútuo, essenciais para o sucesso coletivo em um ambiente de trabalho dinâmico.

Como dar Feedback construtivo

Dar feedback construtivo vai além de uma simples comunicação; é uma arte que exige uma combinação harmoniosa de sensibilidade e clareza para ser verdadeiramente eficaz. A sensibilidade entra em cena ao considerar a individualidade e as emoções da pessoa que receberá o feedback. Cada indivíduo reage de maneira única às críticas, e compreende a importância de escolher palavras e tonalidades que respeitem a sensibilidade do receptor é fundamental para criar um espaço seguro para o diálogo.

Imagine uma equipe liderada por dois gestores com abordagens distintas no fornecimento de feedback. O primeiro líder, uma fonte de inspiração, adota uma liderança transformadora, dedicando tempo para compreender as forças e fraquezas de cada membro da equipe. Ao oferecer feedback construtivo, ele destaca os pontos fortes, incentiva o desenvolvimento contínuo e fornece orientações claras para melhorias. Esse líder utiliza uma linguagem construtiva e estabelece um ambiente que promove a aprendizagem e a inovação.

Por outro lado, o segundo líder adota uma abordagem mais crítica e autoritária. Seu feedback é frequentemente carregado de críticas negativas, sem fornecer orientações claras para melhorias. Em vez de identificar pontos fortes, ele foca exclusivamente nas falhas, minando a confiança dos colaboradores e criando um ambiente de trabalho repleto de tensão. Como resultado, os membros da equipe se sentem desmotivados e incapazes de atingir seu pleno potencial, além de colocar em risco a própria segurança psicológica e cultura da organização.

Capa branca com azul e letras pretas de um relatório sobre segurança psicológica  da Moodar para fazer download

Nesse cenário, a diferença na liderança reflete diretamente no desempenho e no desenvolvimento dos colaboradores. O primeiro líder cria um ambiente onde a equipe se sente apoiada, valorizada e capacitada a crescer. Os colaboradores se tornam mais engajados, inovadores e dispostos a enfrentar desafios. Por outro lado, o segundo líder mina a autoestima da equipe, levando a um declínio na motivação e na produtividade. A longo prazo, essa abordagem pode resultar em altos índices de rotatividade, impactando negativamente o sucesso geral da equipe e da organização. 

Por outro lado, a clareza é a espinha dorsal do feedback construtivo. A ambiguidade pode gerar confusão e minar a credibilidade da mensagem. Ao ser claro e específico, você fornece à pessoa uma compreensão precisa do que está sendo discutido. Descrever comportamentos observáveis e apresentar exemplos tangíveis ajuda a evitar mal-entendidos e estabelece uma base sólida para a ação corretiva.

Preparar-se adequadamente e escolher o momento certo são passos iniciais que demonstram respeito pela pessoa e pela situação. Ser específico e descritivo, utilizando exemplos concretos, aumenta a clareza da mensagem e evita interpretações equivocadas.

Iniciar com uma abordagem positiva não apenas suaviza o impacto inicial, mas também estabelece um tom construtivo para a conversa. Oferecer soluções e incentivar a autoavaliação demonstram um compromisso conjunto com o desenvolvimento contínuo. Finalmente, proporcionar acompanhamento cria um ciclo de aprendizado contínuo, transformando o feedback construtivo em um processo dinâmico e evolutivo. Em resumo, a sensibilidade e clareza imbuídas no feedback construtivo formam um alicerce sólido para o crescimento pessoal e profissional, fortalecendo as relações interpessoais e impulsionando o sucesso coletivo.

Um segredo valioso no processo de fornecer feedback construtivo é a importância da empatia. Colocar-se no lugar do receptor do feedback permite uma compreensão mais profunda de suas perspectivas e emoções. Ao abordar as preocupações ou áreas de melhoria, é crucial reconhecer os sentimentos do indivíduo e comunicar as informações de maneira que promova um entendimento mútuo. A empatia cria uma conexão significativa, tornando o feedback mais impactante e abrindo espaço para uma colaboração eficaz no processo de crescimento e desenvolvimento. 

É sobre saber ouvir e ter boas contribuições a dar, e não apenas esperar a sua vez de falar. Portanto, o segredo reside também na habilidade de se conectar emocionalmente, construindo pontes para um diálogo construtivo e positivo.

Passo a passo para não esquecer: Desenvolva o  seu time

Em síntese, a habilidade de fornecer feedback construtivo emerge como uma ferramenta fundamental para líderes que aspiram ao desenvolvimento efetivo de suas equipes. Ao seguir o guia passo a passo, incorporando sensibilidade e clareza em cada interação, os líderes podem criar um ambiente propício ao crescimento pessoal e profissional:

Capa de livro digital para fazer download  com homem branco cabelo curto com notebook na mão

1. Prepare-se Adequadamente:

Antes de fornecer feedback, certifique-se de entender completamente a situação em questão. Reúna informações relevantes e esteja ciente do contexto para garantir uma avaliação precisa.

2. Escolha o Momento Adequado:

O timing é crucial ao dar feedback construtivo. Selecionar o momento apropriado cria um ambiente propício para a receptividade. Evite abordar questões delicadas em momentos de estresse ou tensão.

3. Seja Específico e Descritivo:

Ao invés de generalizações vagas, seja específico ao descrever o comportamento ou desempenho que você está abordando. Por exemplo, em vez de dizer "seja mais pontual", você pode dizer "notei que nas últimas três reuniões você chegou com dez minutos de atraso."

4. Utilize uma Abordagem Positiva:

Comece destacando pontos positivos antes de abordar áreas de melhoria. Reforçar o que está indo bem cria um ambiente mais receptivo para a crítica construtiva.

5. Ofereça Soluções, Não Apenas Problemas:

Além de identificar problemas, proponha soluções. Isso mostra que você está comprometido com o crescimento e está disposto a colaborar para encontrar maneiras de superar desafios.

6. Seja Empático e Construtivo:

Mantenha empatia durante a conversa, reconhecendo o impacto emocional do feedback. Utilize uma linguagem construtiva e evite críticas pessoais, concentrando-se nas ações e comportamentos observáveis.

7. Incentive a Autoavaliação:

Encoraje a pessoa a refletir sobre seu próprio desempenho. Pergunte como ela percebe a situação e incentive o diálogo aberto sobre maneiras de progredir.

8. Proporcione Acompanhamento:

Estabeleça um plano de ação para o desenvolvimento contínuo. Forneça feedback regularmente e esteja disponível para oferecer suporte à medida que a pessoa trabalha para melhorar.

Em resumo, aprender a como dar feedback construtivo é mais do que apontar falhas; é um processo de colaboração que visa ao desenvolvimento mútuo. Ao seguir esses passos, você estará contribuindo para um ambiente de trabalho saudável e promovendo o crescimento pessoal e profissional.

Quer desenvolver seu time? Conheça as soluções da Moodar. Nossa plataforma conta com mais de 100 ações de DHO, entre elas, diversos treinamentos. Somos a maior plataforma de ações ao vivo e em tempo real do Brasil. Agende uma demonstração em www.moodar.com.br 

Agende uma Demo

Outros conteúdos:

Como desenvolver a criatividade para a resolução de problemas

Solução Criativa de Problemas: como desenvolver essa habilidade

Como fazer uma boa pesquisa de clima na sua empresa

Como fazer uma boa pesquisa de clima na sua empresa

3 dicas para incentivar colaboradores nas mudanças do dia a dia

3 dicas para incentivar colaboradores nas mudanças do dia a dia

...