Dicas: Como aumentar a inclusão de colaboradores neurodiversos?

Escrito por: Equipe de Pesquisa e Desenvolvimento Moodar

Incorporar a inclusão e a diversidade não deve ser percebido como uma estratégia superficial para a imagem da empresa. Trata-se, antes de tudo, de uma obrigação moral e uma maneira de unir-se ativamente às causas sociais

Você sabe o que é neurodiversidade?

Neurodiversidade é um conceito que reconhece e celebra a diversidade de funcionamento cerebral entre indivíduos. Enquanto tradicionalmente associada a condições como autismo, transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e síndrome de Tourette, a neurodiversidade destaca que as variações no funcionamento cerebral são uma parte natural da diversidade humana. Essas diferenças não devem ser vistas como desvios, mas como uma expressão única e valiosa da cognição.

A valorização da neurodiversidade é crucial por diversas razões. Em primeiro lugar, reconhece e respeita as habilidades e perspectivas únicas que indivíduos neurodiversos trazem para o mundo. Além disso, promove a inclusão e a equidade, rompendo com estigmas associados a condições neurológicas e proporcionando um ambiente mais justo e acolhedor.

A série "Atypical" (Netflix, 2017) proporciona uma perspectiva única ao mergulhar no cotidiano de um jovem autista, Sam Gardner, e sua jornada nos desafios do trabalho. Embora seja importante lembrar que a série oferece um retrato específico e ficcional, ela serve como uma porta de entrada para a compreensão, ainda que limitada, dos obstáculos que as pessoas com autismo podem enfrentar no ambiente profissional. Mais crucial ainda, ela destaca que essas pessoas não apenas enfrentam, mas ocupam e contribuem em espaços de trabalho.

Imagem de uma série Atypical 4 pessoas brancas, 2 homens e duas mulheres
Série "Atypical" (Netflix, 2017)

No atual cenário empresarial, a busca pela inclusão de colaboradores neurodiversos não deve ser apenas uma meta a ser atingida no futuro, mas um compromisso que se inicia desde os estágios iniciais dos processos seletivos. Mais do que meramente expressar a vontade de contratar, é essencial que as empresas conduzam esses processos com um profundo respeito pela diversidade cognitiva.

Colaboradores neurodiversos frequentemente possuem habilidades únicas, como pensamento analítico, atenção aos detalhes e criatividade. Essas características podem impulsionar a inovação e a resolução de problemas de maneiras que enriquecem a dinâmica da equipe. 

Por isso, a neurodiversidade amplia a diversidade de pensamento no ambiente de trabalho. Ao incorporar diferentes perspectivas cognitivas, as organizações estão mais aptas a enfrentar desafios complexos e a desenvolver soluções inovadoras.

Adotar formas de promover a neurodiversidade fortalece uma cultura inclusiva, onde cada colaborador é valorizado por suas habilidades e contribuições individuais. Isso cria um ambiente mais acolhedor, incentivando a autenticidade e a participação ativa de todos. Além disso, sentir-se reconhecido e apoiado no local de trabalho fortalece o engajamento e a lealdade à organização.

Empresas que abraçam a neurodiversidade demonstram responsabilidade social corporativa, destacando seu compromisso com a diversidade e a inclusão. A neurodiversidade não é apenas uma questão de equidade, mas também uma estratégia valiosa para construir equipes mais inovadoras e dinâmicas, preparadas para enfrentar os desafios do mundo profissional de maneira única e enriquecedora. E você, como vem agindo sobre esse tema?

Como promover a inclusão?

Reconhecendo a importância de acolher a diversidade cognitiva, apresentamos algumas dicas valiosas para fomentar a inclusão de colaboradores neurodiversos em seu local de trabalho.

capa de um livro digital para download fundo colorido e 3 pessoas brancas

1. Desconstruindo Barreiras na Seleção:

O primeiro passo para a inclusão efetiva é a desconstrução das barreiras que podem existir nos processos seletivos. Isso implica revisitar as práticas tradicionais de recrutamento, garantindo que não haja critérios que possam inadvertidamente excluir candidatos neurodiversos. A transparência e a flexibilidade nas etapas de seleção são fundamentais para criar um ambiente inclusivo desde o início.

2. Sensibilização e Educação:

Investir em programas de sensibilização e educação é fundamental para criar um ambiente de trabalho inclusivo. Realizar treinamentos que abordem as diferentes formas de neurodiversidade, desmistificando mitos e estereótipos, contribui para a compreensão e aceitação por parte de toda a equipe. Na plataforma da Moodar você encontra esse tipo de experiência para aplicar em suas equipes.

Isso é crucial para garantir que, ao contratar um colaborador neurodiverso, os demais membros da equipe não se deixem levar por preconceitos. É essencial que todos estejam plenamente contextualizados sobre o tema, compreendendo a experiência desse novo colega e seu papel no ambiente de trabalho.

3. Adaptações no Ambiente Físico e Virtual:

Ajustes no ambiente de trabalho, tanto físico quanto virtual, podem ser essenciais para a inclusão de colaboradores neurodiversos. Isso pode incluir a criação de espaços mais tranquilos, a disponibilização de ferramentas de comunicação acessíveis e a flexibilização de horários, permitindo que cada colaborador trabalhe em condições que favoreçam o seu melhor desempenho.

É essencial que a empresa demonstre bom senso ao oferecer um ambiente bem adaptado às necessidades da pessoa, permitindo que ela se sinta à vontade para desempenhar seu papel da melhor maneira possível.

4. Comunicação Clara e Direta:

Uma comunicação clara é crucial para garantir a inclusão efetiva. A maneira mais eficaz de compreender as necessidades de uma pessoa é perguntando a ela. Portanto, a comunicação está intrinsecamente ligada à habilidade de escutar.

Oferecer instruções claras, evitar linguagem ambígua e proporcionar um ambiente aberto para perguntas e esclarecimentos contribuem para que todos os colaboradores, independentemente de sua neurodiversidade, possam compreender e contribuir de maneira eficaz.

5. Programas de Mentoria e Apoio:

Livro digital para download om fundo branco e letras pretas

Estabelecer programas de mentoria e apoio é uma maneira eficaz de integrar colaboradores neurodiversos. Oferecer orientação personalizada e um espaço para compartilhar experiências pode ser fundamental para o desenvolvimento profissional e a adaptação ao ambiente de trabalho. É fundamental oferecer apoio próximo, mas, é claro, sem criar estigmas que tornem a pessoa diferente dos demais.

6. Flexibilidade no Desenvolvimento Profissional:

Promover uma cultura de aprendizado contínuo e adaptar as práticas de desenvolvimento profissional para atender às necessidades individuais é essencial. Isso pode incluir modalidades de treinamento diversas, recursos personalizados e flexibilidade na abordagem de avaliações de desempenho. 

Ao adotar essas dicas, as organizações não apenas demonstram um compromisso genuíno com a inclusão, mas também fortalecem a diversidade de pensamento e habilidades em sua equipe. A promoção da inclusão de colaboradores neurodiversos não é apenas uma responsabilidade ética, mas também uma estratégia valiosa para alcançar um ambiente de trabalho mais rico e eficaz.

Quer desenvolver sua empresa? Conheça as soluções da Moodar. Nossa plataforma conta com mais de 100 ações de DHO, entre elas, diversos treinamentos. Somos a maior plataforma de ações ao vivo e em tempo real do Brasil. Agende uma demonstração em www.moodar.com.br

Agende uma Demo

Outros conteúdos:

05 dicas para desenvolver cultura organizacional em modelo de trabalho flexível

Dicas: Desenvolva cultura organizacional em modelo de trabalho flexível

Passo a passo: como avaliar a produtividade dos times?

Passo a passo: como avaliar a produtividade dos times?

O segredo para Feedbacks construtivos

O segredo para Feedbacks construtivos

...